O Museu Oscar Niemeyer realizará em fevereiro duas oficinas artísticas ministradas por artistas participantes da exposição “Sonoridades de Bispo do Rosário”, em cartaz na Sala 6. As vagas são limitadas e as inscrições serão pelo site e pelas redes sociais do MON.

São elas: “Oficina de Bordado Criativo e Experimental”, com Rick Rodrigues, dias 8 e 9, e “Desvelando Imagens com Pinhole: Uma Jornada entre a Vigília e o Sonho”, com Marlon de Paula, dias 15 e 16. Os horários são sempre das 14h às 17h, totalizando 6 horas de cada oficina. As atividades são para o público acima de 15 anos.

Na “Oficina de Bordado Criativo e Experimental”, o artista irá propor a construção de obras com suportes alternativos, utilizando técnicas do bordado tradicional e expandido.

Em “Desvelando Imagens com Pinhole: Uma Jornada entre a Vigília e o Sonho”, os participantes terão uma vivência com a técnica pinhole, um método rudimentar para criar imagens sem o auxílio de equipamento fotográfico convencional.

Os artistas

Rick Rodrigues é natural de João Neiva (ES). Artista visual e mestre em Artes pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), trabalha com séries de desenhos, gravuras, bordados, objetos e instalações. Também integra o Coletivo Almofadinhas, formado por três artistas que utilizam o bordado para elaborar suas obras, enfatizando memória, gênero, afetividade e sexualidade. O artista apresentou 11 exposições individuais, participou de mais de 50 exposições coletivas, ministra oficinas de desenho e bordado experimental e vivencia residências artísticas com frequência.

Marlon de Paula é natural da região do Vale do Rio Doce (MG). Sua produção é permeada pela dimensão ambiental e mitológica dos territórios que habita. Mestrando em Artes Visuais pela EBA/UFMG, foi contemplado com o XVI Prêmio Funarte Marc Ferrez (2021) e 4º Prêmio Décio Noviello de Fotografia. Também foi selecionado pelo 9º Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger (2023) e participou do Programa de Residência do Museu Bispo do Rosário/RJ (2019) e da residência de criação no Labanque – Centre de Production et de Diffusion en Art Contemporain, em Béthune/França (2022).

A exposição

Com mais de 100 obras expostas, a exposição “Sonoridades de Bispo do Rosário” coloca o legado de Arthur Bispo do Rosário em diálogo com outros artistas cujos processos criativos foram influenciados por ele e pela convivência com a Colônia Juliano Moreira, onde Bispo do Rosário passou a maior parte da vida como interno. A curadoria é de Luiz Gustavo Carvalho.

Além de Rick Rodrigues e Marlon de Paula, participam da mostra os artistas Antônio Bragança, Stella do Patrocínio, Leonardo Lobão, Paulo Nazareth, Eduardo Hargreaves, Fernanda Magalhães e Guilherme Gontijo Flores.

Evocando os aspectos sonoros e poéticos presentes na obra do artista, os diversos objetos, instalações, colagens, assemblages e estandartes presentes na exposição dialogam com a obra visual, performática e poética de outros artistas que integram a exposição, deixando evidente o impacto de seu legado no cenário da arte contemporânea.

Arthur Bispo do Rosário (1909-1989) foi interno da Colônia Juliano Moreira (RJ), um dos maiores hospitais psiquiátricos do país no século passado, durante boa parte de sua vida. Carregou vários estigmas de marginalização social ainda vigentes em nossa sociedade – negro, pobre, louco, asilado em um manicômio – e conseguiu, na sua genialidade, subverter a lógica excludente proposta, a partir da sua obra.

Centenas de exposições nacionais e internacionais feitas ao longo das últimas décadas em torno do seu trabalho mostram o incrível alcance de sua obra. Bispo do Rosário foi tema de livros, filmes e peças de teatro, entre outras vertentes artísticas.

Documento para download

SOBRE O MON

O Museu Oscar Niemeyer (MON) é patrimônio estatal vinculado à Secretaria de Estado da Cultura. A instituição abriga referenciais importantes da produção artística nacional e internacional nas áreas de artes visuais, arquitetura e design, além de grandiosas coleções asiática e africana. No total, o acervo conta com aproximadamente 14 mil obras de arte, abrigadas em um espaço superior a 35 mil metros quadrados de área construída, o que torna o MON o maior museu de arte da América Latina.

Serviço:

Oficina “Bordado Criativo e Experimental”,
com o artista Rick Rodrigues,
dias 8 e 9,
das 14h às 17h (6 horas de oficina)
Inscrições: https://bit.ly/OficinaRickRodrigues2024

Oficina “Desvelando Imagens com Pinhole: Uma Jornada entre a Vigília e o Sonho”,
com o artista Marlon de Paula,
dias 15 e 16,
das 14h às 17h (6 horas de oficina)
Inscrições: https://bit.ly/OficinaMarlondePaula2024

As atividades são para o público acima de 15 anos.

As vagas são limitadas e as inscrições para cada atividade serão pelo site e pelas redes sociais do MON. Para participar da oficina, será necessário adquirir ingressos de acesso ao Museu.

Publicado por

Museu Oscar Niemeyer

Notícias relacionadas

Educativo

MON oferece oficinas e mediações gratuitas em fevereiro

Educativo

MON terá oficina de música e percussão para educadores

Educativo

MON oferece oficina gratuita de fotografia
Ver todas as notícias
Receba notícias