Obra

Vestidos em Arte - Os nus dos acervos públicos de Curitiba

curador: Stephanie Dahn Batista
local: Sala 4

Museu Oscar Niemeyer realiza a exposição “Vestidos em arte - nus nos acervos públicos de Curitiba”
Mostra é resultado de uma longa investigação sobre o corpo humano na arte

O Museu Oscar Niemeyer (MON) inaugura dia 14 de dezembro, quinta, às 19h, na sala 4, a exposição “Vestidos em arte – nus nos acervos públicos de Curitiba”.  Com curadoria da professora e doutora Stephanie Dahn Batista (UFPR) e as assistentes de curadoria Aline Luize Biernastki, Ana Paula Clemente, Carolina Tokars Wernick, Erica Storer de Araújo, Isadora Buzo Mattiolli, Iuska Volski Mota, Naiara Akel  a mostra analisa e contextualiza as imagens artísticas dos corpos nus, especificamente nos acervos públicos, produzidas durante o século XX até a atualidade, sob o conceito que visa cruzar as áreas da História da Arte e os Estudos de Gênero. Os nus recebem inscrições discursivas de gênero, raça e classe, uma vez que o corpo é um lugar simbólico entre o indivíduo e a sociedade bem entre desejos individuais e ânsias coletivas. 

Para o secretário de Estado da Cultura, João Luiz Fiani, é fundamental disponibilizar um estudo como este, que suscita reflexões importantes no espectador. “Mais uma vez o MON apresenta ao público uma exposição de grande relevância artística e social e reafirma sua importância no cenário artístico, com exposições entre as mais visitadas do mundo".

“A exposição ‘Vestidos em arte – nus nos acervos públicos de Curitiba’ traz um estudo importante sobre o tema. Analisar e propor reflexões são fundamentais para aprimorar o conteúdo do museu ao público”, ressalta a diretora-presidente do MON, Juliana Vosnika. 

Foram selecionadas obras de Helena Wong, Lívio Abramo, Raul Cruz, Guido Viaro, Paul Garfunkel, Rones Dumke, Ennio Marques Ferreira, Nego Miranda, entre outros, de acervos do Museu Oscar Niemeyer, de Arte Contemporânea do Paraná, Museu de Gravura, Museu de Fotografia e Museu Metropolitano de Arte.

O levantamento sobre a disciplina de desenho com modelo vivo traz luz sobre a concepção do ensino da figura humana, que se entende como alicerce da formação acadêmica artística. “O material imagético compõe as possíveis concepções da construção discursiva sobre o corpo no palco das artes visuais dentro e fora da academia”, afirma a curadora Stephanie Dahn Batista.

A mostra é uma parceria entre o MON e a UFPR (Universidade Federal do Paraná), resultado de um projeto de pesquisa da iniciação científica do Departamento de Artes da UFPR, iniciado em 2013. Apresentará obras e filmes documentários que abordam marcos significativos sobre a representação do corpo humano.  A exposição encara o corpo como um território de preservação do humano que arquiva informações, mistérios sobre sua existência e revela complexidades como o corpo se veste em arte.

Concepção da mostra
A exposição sobre o corpo humano será composta por sete seções apresentando as várias facetas da representação do corpo e suas inscrições artísticas e discursivas: o corpo como objeto artístico; o corpo na Academia; o corpo e seu desejo; o corpo vem em gênero; o corpo bizarro e grotesco; o corpo fragmentado; o corpo invisível.

Serviço
Exposição Vestidos em arte – nus nos acervos públicos de Curitiba
Abertura: 14 de dezembro de 2017, às 19h
Entrada gratuita na hora da abertura
Sala 4

Museu Oscar Niemeyer
Rua Marechal Hermes, 999
41 3350-4400
Terça a domingo, das 10h às 18h
Retirada de ingressos: até 17h30
R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada)
museuoscarniemeyer.org.br

Franco Giglio | Sem Título, sem data |  Óleo sobre tela, 30 x 23,9 x 1,5 cm
Franco Giglio | Sem Título, sem data | Óleo sobre tela, 30 x 23,9 x 1,5 cm
Erbo Stenzel | Sem Título, sem data | Carvão sob papel, 62 x 47,5 cm
Erbo Stenzel | Sem Título, sem data | Carvão sob papel, 62 x 47,5 cm
Theodoro de Bona | Sem título, 1965 | Óleo sobre tela, 40 x 51 cm
Theodoro de Bona | Sem título, 1965 | Óleo sobre tela, 40 x 51 cm