Obra

Histórias do Acervo MON - em aberto

curador: equipe técnica do MON
nº de obras: 200
local: sala 8 e 9

Museu Oscar Niemeyer abre exposição que conta história de seu acervo

A exposição “Histórias do Acervo MON - em aberto” – um recorte de cerca de 200 obras que ocupa duas salas do museu - conta a história da formação desta coleção que possui atualmente cerca de 3.400 obras de artistas importantes no cenário nacional e internacional.

O acervo do MON é composto de obras que vieram do Museu de Arte do Paraná (MAP) e do Banco do Estado do Paraná (Banestado) e depois passaram a integrar o acervo do NovoMuseu (2002), que posteriormente se chamou Museu Oscar Niemeyer (2003).

Além das coleções do MAP, Banestado e NovoMuseu, a partir de 2003 o acervo do MON recebeu novas obras. Algumas delas foram doadas ao museu, como a coleção de cadeiras da exposição “Uma História do Sentar”, as pinturas como “Nossa Senhora da Conceição”, de Djanira da Silva, e “Construção”, de Domício Pedroso, assim como fotografias de German Lorca e Flávio Damm.  Outras obras foram adquiridas diretamente pelo MON, como as pinturas “Bandeiras”, de Alfredo Volpi, “Mulher”, de Iberê Camargo, “Madre con niño”, de Oswaldo Guayasamin, “Adán y Eva”, de Joaquín Torres García, “Detective”, de Daniel Senise, entre outras.

A partir de janeiro de 2009 o MON passou a realizar a atividade “Artista do Acervo”, na qual um artista que tem obra no acervo do museu é convidado a realizar uma oficina de arte relativa à sua técnica. Desde o início dessa atividade até maio de 2014, 41 artistas já participaram, sendo que muitos deles fizeram doações de obras para o acervo do MON.

Nestes quase 12 anos, mais de mil obras foram incorporadas ao acervo do Museu Oscar Niemeyer. O conjunto contempla a arte realizada no Paraná, em outros estados e também a internacional. Entre os artistas presentes nesta exposição estão Alfredo Andersen, Alfredo Volpi, João Turin, Miguel Bakun, Poty Lazzarotto, Theodoro De Bona, Guido Viaro, Helena Wong, Antanas Sutkus, German Lorca, Joaquín Torres García, Francisco Brennand, Beatriz Milhazes e muitos outros nomes de grande importância nas artes visuais.

Serviço
Exposição de longa duração
Horário de funcionamento: terça a domingo, das 10h às 18h
Ingressos: R$12 e R$6 (meia-entrada para professores e estudantes com identificação).
Quarta gratuita: das 10h às 18h
Quinta + MON: primeira quinta-feira de cada mês, horário de funcionamento estendido, das 10h às 20 horas, com entrada gratuita a partir das 18h